19. Abril 2018 - 15:00 até 16:00
Compartilhá-lo no:

Visita guiada - Museu Sociedade Geografia de Lisboa | Grupo Amigos Museu Nacional de Arte Antiga | Quinta, 19. Abril 2018

A Sociedade de Geografia de Lisboa foi criada em 1875. A quarta e actual sede da Sociedade de Geografia instalou-se em 1897 no edifício do Coliseu do Recreios, já existente desde 1890. A fachada foi projectada pelo arquitecto Cesare Lanz e o traço da obra deveu-se aos engenheiros Goulard, pai e filho, e ao português Manuel Garcia Júnior. Os interiores da parte do edifício ocupados pela Sociedade de Geografia de Lisboa foram da autoria do arquitecto José Luís Monteiro. Hoje, a Sociedade de Geografia visa manter e reforçar os laços culturais e científicos com a Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa, fomenta a investigação sobre o uso e exploração racional dos oceanos, o estudo da cartografia e geografia matemática, a conservação do património cultural e os estudos históricos e literários. O Museu da Sociedade de Geografia de Lisboa foi inaugurado em 1884, com uma ênfase colonial que já integrava uma componente etnográfica. De entre o valioso acervo museológico, destacam-se as colecções Henrique de Carvalho, César Augusto Gomes Ribeiro e Pereira Marques, os conjuntos artefactuais de diversos grupos culturais: Chokwé, Luba, Kongo, Tsonga ou Bijagó, objectos de arte (mobiliário, pintura, escultura, painéis de azulejos e vitrais), instrumentos científicos, espólios de militares, exploradores e sertanejos.

Promovida pelos Amigos do Museu Nacional de Arte Antiga em colaboração com a Sociedade de Geografia de Lisboa
(Só para Membros do GAMNAA)

Informações no GAMNAA: Tel 917 511 075 ou em amigosmnaa@gmail.com
Inscrições, até 12 de Abril, em: amigosmnaa@gmail.com , inscrição por ordem de registo, visita limitada a 25 participantes
Ponto de encontro: às 14h45, no átrio de entrada da Sociedade de Geografia de Lisboa, junto à bilheteira/loja
Duração aproximada da visita: 1h
Participantes com mobilidade reduzida podem utilizar uma plataforma elevatória para aceder à área do bengaleiro e ao elevador que dá acesso ao museu, situado no 2º piso.
Nota: A entrada é gratuita. O Museu dispõe de caixa para recolha de donativos.